[Crítica sem spoilers] The Walking Dead 9×05 A despedida de Rick Grimes

O episódio em que The Walking Dead se despediu de seu protagonista.

[Vale ressaltar, como o nome sugere, trata-se de uma crítica, o conteúdo a seguir reflete a opinião de seu autor. Sinta-se livre para concordar ou discordar, total ou parcialmente. O importante é que sua opinião seja expressada com respeito e educação.]

A renovação de The Walking Dead continua; A série, após ter abraçado a galhofa na oitava temporada, percebeu a necessidade de se renovar, mudou o comando da bagaça, o ritmo das coisas e parece que resolveu mudar até o protagonista.

Transformando um limão em limonada, a Fox tentou utilizar os vazamentos sobre a saída de Andrew Lincoln (Rick Grimes), de The Walking Dead em uma campanha de marketing para recuperar parte da audiência que foi perdida nos últimos dois anos.

Foi um episódio emocional, onde a série escancarou sua intenção de dar maior protagonismo feminino. Embora o drama de Rick tenha tomado conta do início ao fim, Anne, nossa querida Jadis, Michonne, Maggie, Carol e Judith roubaram a cena algumas vezes.

Dessa vez não tivemos nada de grandes elipses ou dispersões, muito menos um episódio filer entre o gancho que ficou do 9×04 para este 9×05. Aqui a coisa foi objetiva: o episódio continuou do momento em que o anterior terminou e com a ação quase que na sequência do último episódio.

Para a surpresa de absolutamente ninguém, Rick não foi imediatamente devorado pelas duas hordas de zumbis que se aproximavam. Ele teve alguns delírios, conversava com seu passado e voltava ao presente. Podemos dizer que neste episódio passado, presente e futuro convergiram harmoniosamente e de forma até elegante.

Maggie foi visitar Negan em Alexandria e vimos um show de atuação tanto por parte da Lauren Cohan, Danai Gurira e Jeffrey Jean Morgan. Vimos uma cena de Daryl caminhando sozinho, representando muito sua solidão depois dos ocorridos, mas, já sabemos que ele não vai abandonar nosso grupo Pelo menos não por enquanto.

A ponte que o Rick estava construindo se mostrou mais resistente do que ele imaginava, provavelmente teria resistido ao período das enchentes… Mas, nunca saberemos, porque ela foi explodida… Pois é gente, enquanto um mutirão trabalhava pra construir a ponte, alguém, por algum motivo, deixou ali uma caixa com uma dúzia de bananas de dinamite em cima da ponte…

Tecnicamente o episódio foi bom. A fotografia e direção de arte ficaram boas. No início, o chroma key estava bastante visível, mas depois foi ficando cada vez menos agressivo a nossos olhos, de modo que realidade e delírio fossem se tornando cada vez menos perceptíveis.

Vimos cenas lindas, como o momento em que todos corriam para ajudar Rick e partiam pra cima dos zumbis. Vimos a Anne voltando a ser Jadis e, o melhor, vimos o helicóptero bem de perto.

Foi um bom episódio, com diálogos e atuações muito boas. Tivemos uma despedida criativa e emocional para o Rick e ainda fomos presenteados com um salto temporal, mostrando que eles os sussurradores – isso mesmo, Sussu gente! – estão cada vez mais próximos e pode ser que precisaremos esperar até o 9×09 para ter o primeiro contato com eles. Vamos esperar para ver o que vem por aí, pois ainda teremos a despedida da Maggie, que deve ocorrer no 9×06 (confira aqui nossa teoria para a saída dela) e temos que ver como TWD vai se virar depois da saída do Rick Grimes.

Ricardo Januário

Um pouquinho geek, levemente nerd, e quando se trata de Pokémon ou Final Fantasy até me considero gamer. Sou um jornalista formado como destaque da turma, amo escrever e compartilhar meu conhecimento e informação com o maior número de pessoas, defendendo a liberdade à informação e cultura.

%d blogueiros gostam disto: