[Crítica] Jack Ryan (Sem Spoiler)

Série inspirada nas histórias de Tom Clancy lançada para Amazon Prime Video tem grande aceitação e boa qualidade técnica.

[Vale ressaltar, como o nome sugere, trata-se de uma crítica, o conteúdo a seguir reflete a opinião de seu autor. Sinta-se livre para concordar, ou discordar, total ou parcialmente, o importante é que sua opinião seja expressada com respeito e educação.]

https://youtu.be/GK5tysydnx4

Jack Ryan (John Krasinski) é um analista da CIA, quando se depara com algumas transações financeiras suspeitas, ele e James Greer (Wendell Pierce), entram em uma caçada a um terrorista em ascensão, partindo pelo Oriente Médio e Europa em um jogo mortal de gato e rato.

A série tem em sua primeira temporada 8 episódios, sendo o piloto com pouco mais de 1 hora de duração e os demais variando em torno de 43 à 55 minutos. Embora o Amazon Prime Video trate como uma série de drama e suspense, há alguns elementos de ação, mas, o desenrolar da história tende mais a um suspense mesmo.

Por se tratar de uma série de 8 episódios, não há tempo para ficar enrolando na história, então, Jack Ryan de Tom Clancy tem uma história cativante, com desenvolvimento de personagens e ritmo agradável. Ainda que na maior parte do tempo a ação seja restrita ao final dos episódios, deixando aquele gancho para querermos assistir ao próximo, os eventos que ocorrem no meio dos episódios servem para aprofundar as relações entre personagens e preparar o espectador para eventos grandiosos que ocorrerão.

Em aspectos técnicos, a série está bem servida. A fotografia está um pouco acima da média, o que causa uma boa imersão, nos presenteia com bons planos e cenários maravilhosos, mesmo que algumas vezes dê umas derrapadas. A direção da série também mais acerta do que erra, assim como o roteiro e o elenco. Há personagens que nos conquistas graças à direção, assim como têm aqueles que parecem bobos, justamente pela mesma direção, mesmo sendo minoria, estes que parecem meio deslocados, quando aparecem, causam algum desconforto na gente, mas, com são, quase em sua totalidade, personagens secundário e esquecíveis, alguns minutos depois de aparecerem, nem lembaremos mais.

Efeitos e trilhas sonoras são bem encaixados, os efeitos facilitam identificar passos, tiros e veículos, enquanto a trilha sonora parece bem encaixadinha, casando com as cenas. O áudio original tem bom volume, com raríssimas ocasiões onde os diálogos sejam atrapalhados pela música ou som ambiente, porém, a dublagem brasileira, como costuma acontecer, é ótima, em alguns momentos, conseguem até salvar atuações um pouco menos dirigidas de Krasinski e dos coadjuvantes, onde, praticamente apenas Suleiman (Ali Suliman) e sua esposa Hani (Dina Shihabi) entregam um tralho acima da média.

Tom Clancy’s Jack Ryan aborda dilemas pessoais diversos, tudo isso em suas entrelinhas e histórias paralelas, algumas delas mais ligadas ao enredo principal, da investigação terrorista, outras mais indiretas, que inclusive parecem desnecessárias. E por falar em desnecessário, esta primeira temporada fechou a história de forma agradável, criando ao final, pontos para uma (a princípio), desnecessária segunda temporada. Não que a série tenha sido ruim, ela foi muito boa, mas nos sexto e sétimos episódios, ela já demonstrou um pouco de cansaço quando se delongou um pouco de mais com algumas resoluções. Teve um bom final de temporada no episódio 8, e se o último episódio tivesse tido uns 10 minutinhos a menos, teríamos uma minissérie de 8 episódios redondinha, contando uma história e trazendo um ar de algo novo, mas, como a série não terminou 10 minutos antes, ficou o ar de mais do mesmo, uma mescla de ALIAS Codenome Perigo com 24 Horas (que foram boas séries também, mas individualmente).

Com certeza eu recomendo a série Jack Ryan para quem gosta de tramas que envolve intrigas internacionais, investigação e suspense. Maratonar os 8 episódios pode se tornar cansativo devido à quantidade de informações, mas é possível assistir os 5 primeiros episódios em um dia e os três finais no dia seguinte, ou um por dia, ou por semana. A qualidade técnica da série é superior à escolha do elenco o que a torna muito agradável aos olhos. Vale muito a pena assistir à primeira temporada de Tom Clancy’s Jack Ryan no Amazon Prime Video.

Ricardo Januário

Um pouquinho geek, levemente nerd, e quando se trata de Pokémon ou Final Fantasy até me considero gamer. Sou um jornalista formado como destaque da turma, amo escrever e compartilhar meu conhecimento e informação com o maior número de pessoas, defendendo a liberdade à informação e cultura.

%d blogueiros gostam disto: