[Crítica] The Walking Dead 9×03 a valorização de temporadas passadas

Se a sétima e oitava temporadas pareceram um pouco jogadas, TWD quer corrigir isso, e conseguir valorizá-las neste ótimo episódio!

[Vale ressaltar, como o nome sugere, trata-se de uma crítica, o conteúdo a seguir reflete a opinião de seu autor. Sinta-se livre para concordar, ou discordar, total ou parcialmente, o importante é que sua opinião seja expressada com respeito e educação.]

A nona temporada parece que vai crescer agora, hein… Este terceiro episódio pareceu um pedido desculpas aos fãs pelas questionáveis decisões (para não falar cagadas), das temporadas 7 e 8. E mais ainda um episódio que começou como retardatário, criou uma atmosfera tão tensa que até vamos publicar uma teoria sobre os próximos episódios ainda esta semana.

O episódio começa mostrando como seria um dia tranquilo na vida de Rick… Até que vemos a realidade do ditado “alegria de pobre dura pouco”… Pobre Rick Grimes… Naquele de poderia ser um belo dia de folga… Depois de tentar eternizar a raça humana com a Michonne (se é que você me entende…), ele é convocad para resolver problemas na obra de reconstrução da ponte, que vem causando conflitos entre membros do Santuário e das outras comunidades…

Neste episódio, vemos as dificuldades de se colocar tanta gente para trabalhar em equipe, a rebeldia de alguns Salvadores que aos poucos parecem abandonar o grupo, alguns rebeldes, outros só sumindo mesmo.

Rick volta às raízes e faz o papel de investigador para tentar descobrir quem está matando alguns dos Salvadores, e estas mortes só tacam lenha na fogueira que se tornou o trabalho de reconstrução da ponte. Rick chega a interrogar Daryl, divide equipes para investigar e no final TWD vira uma espécie de série investigativa, ao estilo Criminal Minds, Bones, CSI, etc…

Temos uma cena de Rick e Carol à noite que foi bem fraquinha, mas serviu para dar aquela lição de moral, que no final não serviu de nada… Temos Maggie com aquela esquecível personagem de Oceanside, que até me fugiu o nome… Ah, é Cyndie ambas acabam participando da ceninha de zumbi nossa de cada episódio, e depois, ainda temos uma cena de Maggie e Daryl que parece que finalmente descobriram quem anda matando os Salvadores, e ainda acabam servindo para explicar um pouco da existência de Ocenaisde… Não que seja de grande importância, mas, até coloca Maggie para pensar um pouco mais sobre sua postura. Foi uma cena interessante, mas pra mim, ainda foi pouco para compensar a pouca participação de Oceanside nas temporadas anteriores.

Anne (Jades para os mais apegados), teve uma participação muito interessante. Eu sempre gostei da atuação de Pollyanna McIntosh, e torcia para que ela se tornasse a Alpha dos Sussu… Mas, depois deste episódio ficou até um pouco mais difícil acreditar nisso… Ela se revela como uma traficante de pessoas, o que nos permite entender alguns de seus feitos passados, como quando ela prendeu Rick em um container, tirou fotos dele, etc… Como não poderia deixar de acontecer em um casalzinho recém-formado, Padre Gabriel vai atrás dela até o Lixão e descobre tudo isso ao ouvi-la conversando pelo rádio comunicador… A cena foi muito bacana, só não foi melhor porque, eita casalzinho difícil de engolir… Mas, pelo menos deu a entender que os interesses de Anne no Gabriel não eram apenas amorosos…

No fim do episódio temos Salvadores aparentemente abandonando o projeto da ponte, ou indo embora após o fim de um dia de trabalho, Maggie e Daryl planejando ir à Alexandira “visitar” o Negan… E Rick querendo terminar a ponte antes que as fortes chuvas comecem…

Com tudo isso acontecendo no episódio, abrem-se as porteiras das conspirações, e logo você vai companhar aqui no The Geek News algumas das coisas mais malucas que podem acontecer nos próximos episódios de The Walking Dead… não percam.

Ricardo Januário

Um pouquinho geek, levemente nerd, e quando se trata de Pokémon ou Final Fantasy até me considero gamer. Sou um jornalista formado como destaque da turma, amo escrever e compartilhar meu conhecimento e informação com o maior número de pessoas, defendendo a liberdade à informação e cultura.

%d blogueiros gostam disto: