Hannibal, a série (CONTÉM SPOILER)

Hannibal

A história do serial killer mais gentleman é popularmente conhecida nos filmes, principalmente em Silêncio dos inocentes. Mas também temos a série, que considero uma obra prima. Apesar de ter sido meio que deixada de lado, a série protagonizada por Mads Mikkelsen, traz de forma excelentemente inspirada nos filmes, uma gama de personagens envolventes numa história que te prende e realmente valoriza um bom suspense, mistérios e reviravoltas.
Logo no primeiro episódio nos deparamos com um crime horrendo (não associado a Hannibal), que tem por investigador o brilhante Will Graham, que tem a habilidade de se colocar no lugar do assassino e obter visão e detalhes cruciais para a elucidação dos casos.
Will segue em seu trabalho até que um misterioso crime, conhecido como o Estripador de Chesapeake, cometidos por Garrett Jacob Hobb. O FBI pede a ajuda do renomado psiquiatria Hannibal Lecter.
Mas por trás da útil ajuda, Hannibal faz o trabalho perverso de mexer com a mente de Will a ponto de fazer com ele seja visto como o Estripador.
Porém ainda sim ambos mantém a doentia amizade, já que Will nutre um interesse na mente de Lecter e este por sua vez um fascínio pelas habilidades do investigador e em fazê-lo ver as coisas pelo seu ponto de vista.
Durante a série, os outros personagens (que não vou me aprofundar pois não julgo essencial) se vêem neste meio da relação entre Hannibal e Will, tendo suas vidas alteradas de maneiras perturbadoras pelo psiquiatra, muitos mortos no caminho.
Quando finalmente Lecter é revelado como o assassino canibal, consegue magistralmente sumir no mundo e quanto Will segue sua vida, e abalado pelos traumas se isola e pára de trabalhar para a polícia, se contentando com uma vida pacata
Já próximo ao fim da série, surge um novo serial killer, conhecido como Fada das Dentes, um homem com personalidade fraca e fascinado por Hannibal. Convencido por um ex colega de trabalho, Graham começa a ajudar e retoma com pouco contato sua relação com Lecter, que por baixo dos panos, entra em contato com o Fada dos Dentes afim de usá-lo para se vingar de Will, já que se sentiu traído por ele.
Próximo ao fim, Will arma um plano com seu chefe para fingir que Hannibal fugiu, assim atraindo o Fada para mata-lo e em seguida liquidar Hannibal.
Mas levando em conta o histórico, isso se revela um erro, já que o Fada é quase impossível de se vencer, e após uma luta épica acabar com ele, Hannibal e Will se vêem no embate final, feridos mortalmente e diante do dilema: ambos  podem existir um sem o outro mesmo com tanto ódio?
A série termina numa cena linda e complexa, com ambos na beira de um penhasco, e Hannibal revelando seu desejo a Will: de que ele seguisse seu “legado” e assumisse sua “psicopatia” e lado obscuro, e num abraço ambos caem precípicio abaixo.
A série tem imagens, jogos de câmera e efeitos de sons que deixam você mergulhado no contexto. A classe de Hannibal e seus pensamentos trazem paixão e ódio ao personagem, ao mesmo tempo que trazem pena e administração por Will.
Infelizmente a série não teve muitas temporadas, mas as existentes merecem ser assistidas.

 

Confira o trailer da primeira temporada 😀

 

Marielle Cardoso

Escritora, nerd , Coldplayer Insta: @mcardosoescritora

%d blogueiros gostam disto: