[CRÍTICA sem spoiler] Game of Thrones 8×02

Com uma grande batalha se aproximando, episódio 90% filer vem para aumentar emoção de possíveis perdas.

[Vale ressaltar, como o nome sugere, trata-se de uma crítica SEM SPOILERS, o conteúdo a seguir reflete a opinião de seu autor. Sinta-se livre para concordar, ou discordar, total ou parcialmente, o importante é que sua opinião seja expressada com respeito e educação.]

E lá se vai 1/3 da última temporada de Game of Thrones, e a história não avançou em nada, com exceção de um detalhe que só ocorre nos últimos 5 minutos. Mesmo assim, tivemos algumas emoções exploradas ao longo de todo o episódio.

Neste episódio vimos a social de personagens da era medieval. Vimos interações de todos os núcleos, Sansa, Daenerys e Jon Snow, alternando entre seus conflitos e discussões, inclusive, Sansa e Daenerys tendo uma conversa mais franca. Descobrimos porquê o Rei da Noite está viajando e o que ele quer.

Tyrion, Jaime, Brienne e mais umas pessoas são o grupo do barrigão. Suas conversas têm significa apenas para eles, e servem apenas para encher o episódio. Quem até acompanhava mais a história de Jaime e Brienne pode até gostar mais do núcleo, pois temos um dos melhores alívios cômicos do episódio.

Arya, Perdigueiro, Sam, Theon, Verme Cinza, etc… Todos tiveram seus núcleos, seus diálogos, suas cenas marcantes, etc… Tudo para dar o efeito dramático enquanto esperam o início da guerra contra os Vagantes Brancos. Enfim, só que não deu as caras foi o núcleo de King’s Landing.

Enfim, foi um episódio que serviu para nos aproximar das personagens e deixar no ar, quem sobreviverá a esta grande guerra que se aproxima? Quais destas histórias continuarão? Quais terão seu fim? O que sobrará depois do grande confronto?

E você, o que achou deste episódio? Quais seus palpites para o placar da guerra? O que vai acontecer depois da guerra? Teremos um mundo tomado de zumbis, ou restará humanidade? Deixem seus comentários!

Ricardo Januário

Um pouquinho geek, levemente nerd, e quando se trata de Pokémon ou Final Fantasy até me considero gamer. Sou um jornalista formado como destaque da turma, amo escrever e compartilhar meu conhecimento e informação com o maior número de pessoas, defendendo a liberdade à informação e cultura.

%d blogueiros gostam disto: